19 abr 2016
5 Comentários
Organização

Assuma o controle do seu dia a dia | por Thais Godinho

É possível controlar o nosso dia a dia? É possível sim, mas desde que haja autodisciplina. Planejar o nosso dia é o ponta pé inicial.  Depois, é só desfrutar de uma vida mais leve, organizada e com tempo de sobra!  Para a gente se organizar e otimizar o nosso dia a dia, a nossa colaboradora Thais Godinho, do Vida Organizada, dá algumas dicas muito especiais. Confira abaixo =)

 

Tempo_ Thais

 

por Thais Godinho

No post de hoje, vamos ver como controlamos a nossa rotina para conseguir otimizar o nosso tempo.

É importante entender que a vida como um todo é desenhada para nos tirar dos eixos. Aquela velha frase: “quando estamos acostumados, vem a vida e muda todas as regras” é extremamente verdadeira. Mas precisamos ter um mínimo de organização para garantir que, quando isso acontecer – quando o caos surgir – nós não vamos ser derrubadas por ele. É isso o que a organização pessoal proporciona – um caminho para sempre voltar a um estado de tranquilidade.

Outro ponto importante é aceitar que ninguém fará esse trabalho por você. Você é a única pessoa que pode se colocar no assento do motorista e dirigir a sua vida. Sua família, seu chefe, seus clientes – nenhum deles tem a exata noção da quantidade de coisas que te demandam. Se você não estabelecer limites, certamente poderá explodir um dia. E isso não será bom nem para você, nem para eles. Portanto, assuma essa responsabilidade para mudar algumas coisas desde já.

O que nós vamos buscar, com a organização, é uma maneira de ter um dia a dia mais tranquilo, menos corrido, com um pouco mais de qualidade. E é claro que eu sei que a vida de cada uma é diferente. Cada pessoa tem as suas necessidades. Mas o que precisamos todas buscar é identificar quais são as necessidades básicas – aquelas que, se a gente não fizer, “a casa cai”. E, a partir delas, adicionarmos outras atividades também significativas.

Faça hoje uma lista com todas as atividades que você precisa fazer diariamente para manter sua vida, sua casa e a sua família nos eixos. Algo assim:

  • Levar as crianças na escola
  • Preparar almoço e jantar
  • Lavar a louça
  • Lavar a roupa
  • Guardar o que estiver fora do lugar
  • Trocar as lixeiras
  • Fazer lição de casa com as crianças

Quando a gente faz a lista do que é realmente essencial, pode perceber que não são tantas coisas assim. Estou falando daquilo que você realmente precisa fazer todos os dias – não o que pode ter entrado no seu piloto automático e que você acha que precisa fazer diariamente. Pense assim: se você tivesse tido uma ordem médica para fazer o mínimo possível em casa, o que necessariamente precisaria ser feito para a casa não cair? O resultado será a sua lista de tarefas essenciais no dia a dia.

Significa que você terá que fazer apenas isso? Oras, Thais, eu tenho um monte de outras coisas a fazer que, se eu não fizer no dia a dia, não farei nunca. Eu sei. Vamos chegar lá. O que estou recomendando aqui é que você identifique o que for essencial e busque soluções para essa rotina básica antes de acrescentar qualquer outra coisa. Senão, aquilo que não for essencial pode se misturar com o que é e, no fim, você acaba não conseguindo fazer nenhuma dessas coisas.

Depois de identificar então quais são as atividades realmente essenciais do seu dia a dia, busque soluções para elas. Como você pode levar seus filhos para a escola com mais tranquilidade, por exemplo? Saindo um pouco mais cedo? Preparando as mochilas e lanches na noite anterior? Delegando para outra pessoa da família fazer isso? Busque as soluções de acordo com a sua realidade e possibilidades.

Muitas tarefas domésticas podem ser agrupadas e feitas de uma só vez para que você as execute de maneira mais rápida e perca menos tempo, como trocar as lixeiras, dar uma geral no banheiro, colocar o lixo para fora, varrer, lavar a louça. Coloque uma música e vá!

Atividades que demandem mais concentração podem ser feitas quando as crianças estiverem mais tranquilas – ou mesmo dormindo. Ou na escola, se não for com elas. Não adianta querer ler um livro quando as crianças precisam da sua atenção. Você vai se irritar e ainda poderá perder a paciência com elas.

Colocando o essencial em ordem, quase num estado de piloto automático, aos poucos (e veja bem: eu disse aos poucos) você poderá inserir outras atividades na sua rotina. Mas, se o seu dia a dia não estiver em ordem, não adianta querer focar no que não for essencial, porque o essencial ficará de lado e isso vai te gerar um estado mental completamente estressante.

Além de tudo o que sugeri acima, eu gostaria de deixar algumas outras dicas finais para facilitar a sua rotina:

  • Ensine as pessoas que moram com você e outras em seu círculo (parentes, colegas de trabalho) quais as melhores maneiras de te contatarem e te pedirem alguma coisa. É completamente ok não atender o telefone toda vez que te ligam, se você estiver envolvida em outra tarefa. Retorne a ligação quando puder. Você ajuda as pessoas a serem mais organizadas quando você mesma dá o exemplo.
  • Ensine a sua família a gerenciar melhor o tempo. Quando você se mostra disponível e tranquila para fazer a lição de casa com os seus filhos, ou torna a saída de casa para ir para a escola algo que não é corrido, você está ensinando a eles que, com organização, a vida pode fluir muito bem. Do contrário, o que você está mostrando?
  • Comece e termine cada tarefa, em vez de começar uma, largar e ir fazer outra. Procure exercitar o poder do foco. Ter uma lista com todas as suas tarefas pode te ajudar a ficar mais tranquila com relação ao que você precisa fazer na sequência.

Nos próximos posts, nós vamos ver muitas maneiras de fazer de maneira melhor, mais rápida e mais eficiente aquilo que fazemos. Se organizar é um exercício para a vida toda, mas não existe um estado perfeito de organização. Você só precisa começar ;)

 

Thais Godinho

 

Thais Godinho é apaixonada por organização pessoal e produtividade. Especialista no método GTD, é responsável pelo produto no Brasil dentro da Call Daniel, franquia oficial e exclusiva da metodologia no país. É autora do livro Vida Organizada (2014) e do blog com mesmo nome, que existe desde 2006. Tem como missão inspirar as pessoas a se organizarem para que tenham mais qualidade de vida.

Aproveita para conhecer mais sobre o trabalho dela:
Blog Vida Organizada: www.vidaorganizada.com
Instagram @vidaorganizada
Gostou? Compartilhe:
5 Comentários
Deixe seu comentário
* Não será divulgado
Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com

5 Comentários
  1. JOSICLEIA B. DA COSTA

    oi !! adorei as dicas , o texto gostoso de ler , espero por mais… bej

  2. danny

    Amei seu blog,aprendendo e me inspirando muito,parabéns,Deus abençoe sempre,bjs!

  3. Dani Moreira

    Excelentes dicas!

  4. Francilene santos

    Muito interessante suas dicas!

  5. solange

    ooi to amando seu blog…mas to curiosa pra saber pq as flechinhas anterior e proximo estao lado contrario?????